PARTICIPE DA PESQUISA DA UDV SOBRE OS POTENCIAIS TERAPÊUTICOS DA HOASCA

JoazeSem categoriaDeixar um Comentário

A UDV convida a todos os sócios a participarem da pesquisa “Ayahuasca, Autoconsciência e Redução de Danos”, que tem como objetivos fornecer explicações sobre os benefícios terapêuticos associados aos usos religiosos do chá Hoasca, permitir o avanço científico no entendimento da espiritualidade no tratamento da dependência de álcool e drogas e na melhoria de qualidade de vida dos sócios da UDV, e contribuir com evidências científicas que possam ser utilizadas para regulamentação dos usos religiosos do chá em outros países. Para participar, os sócios devem preencher um questionário, individual, sigiloso e online, até 15/09, com perguntas sobre aspectos das vivências pessoais relacionadas aos usos religiosos do chá em contexto religioso, na UDV. O tempo estimado para o preenchimento do questionário … Leia Mais

Dehydration of Mariri and Chacrona may benefit Nucleos of the UDV outside of Brazil

JoazeSem categoriaDeixar um Comentário

A member of Nucleo Menino Deus (AM), Ordilena Ferreira de Miranda has developed a solid career as a professional scientist in the area of botany, and for 16 years has worked in the Biodiversity coordination of the National Institute of Amazonian Research (INPA), one of the leading research centers of the nation. As part of her doctorate in physiology and plant biochemistry, studying at the Luiz de Queiroz School of Higher Agricultural Education (ESALQ), of Universidade de São Paulo (USP), in Piracicaba, she presented the thesis “Assessment of the morphological, anatomical and phytochemical variation of Banisteriopsis caapi (Spruce ex Griseb.) C.v. Morton and Psychotria viridis Ruiz & Pav in different environments, alkaloid content and cytotoxicity of the Ayahuasca tea”. The … Leia Mais

Pesquisa sobre desidratação do Mariri e da Chacrona pode facilitar futuros preparos fora do Brasil

JoazeSem categoria8 Comentários

  Sócia no Núcleo Menino Deus (AM), Ordilena Ferreira de Miranda desenvolve uma sólida carreira como cientista profissional na área de botânica, e há 16 anos trabalha na coordenação de Biodiversidade do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), um dos principais centros de pesquisa do país. Como parte do seu doutorado em fisiologia e bioquímica de plantas, cursado na Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, da USP, em Piracicaba, ela apresentou a tese “Avaliação da variação morfológica, anatômica e fitoquímica de Banisteriopsis caapi (Spruce ex Griseb.) C.v. Morton e Psychotria viridis Ruiz & Pav em diferentes ambientes, teor de alcaloides e citotoxicidade do chá Ayahuasca”. O estudo investigou uma forma de desidratar o Mariri e a Chacrona, com o intuito de facilitar … Leia Mais